Notícias

Arapuá alcança pontuação de 11,31 no ICMS do Patrimônio Cultural


Data: 09/07/2019 15:46 - Última atualização: 09/07/2019 18:26 A+ A-


A Prefeitura Municipal, juntamente com a Secretaria de Cultura e Conselho Municipal do Patrimônio Cultural, têm o prazer de comunicar que por meio do ICMS CULTURAL, o Patrimônio Cultural do município, exercício 2020, ano 2018, alcançou a pontuação de 11,31, superando a pontuação obtida em 2017, que foi de 9,20. 

Ressaltamos ainda, que em 2016 a pontuação obtida no ICMS foi 0,00 (zero) e que neste momento conseguimos obter um excelente resultado em função dos trabalhos realizados. Este ano a pontuação de Arapuá foi uma das maiores da região.

De acordo com a Secretária de Cultura, Tunísia Furtado, este aumento na pontuação está relacionada em diversas ações que foram realizadas no decorrer de 2018 para valorização do patrimônio da cidade, dentre elas: Política de Patrimônio Cultural, no qual, conta com a participação efetiva do Conselho Municipal de Patrimônio Cultural, investimentos com o Fundo Municipal de Patrimônio Cultural nos bens protegidos.  

Ainda segundo a Secretária, foram realizadas atividades de levantamento do Inventário de Proteção ao Acervo Cultural, em que e identificou-se no Distrito Sede bens culturais de grande relevância, tais como: Praça São João Batista e Coreto, Sede da Prefeitura Municipal de Arapuá, Residência do Reginaldo Bontempo, Escola Municipal Irmãs Cândida, Cemitério Municipal Campo da Esperança,  Acervo da Biblioteca Municipal de Arapuá Jornalista José Luiz de Oliveira Filho, Tachos de Cobre e Ferro, Debulhador de Milho e Quadros Via Sacra da Igreja Matriz de São João Batista e Festa de São João Batista.

Tunísia enfatiza que outros fatores contribuíram para que o município chegasse a essa nota: "Destacamos também as ações de educação patrimônio que foram desenvolvidas com os detentores dos saberes através do "Encontro de Gerações", que contou com a participação dos grandes mestres do município para a transmissão do saber para os alunos da Escola Municipal Irmãs Cândida. Além disso, APAE foi envolvida no trabalho, onde trabalhou com o imaginário dos alunos permitindo uma reflexão sobre o patrimônio da cidade e permitiu-se inclusão social. Durante as atividades, aconteceram formações com os conselheiros que teve como propósito levar conhecimento sobre a importância do patrimônio cultural, bem como, a importância da participação dos membros para o desenvolvimento da política local". Finaliza.