Notícias

SECRETARIA DE CULTURA, ESPORTE, LAZER E TURISMO ALCANÇA PONTUAÇÃO DE 12,45 NO ICMS PATRIMÔNIO CULTURAL


Data: 29/07/2020 15:54 - Última atualização: 29/07/2020 15:57 A+ A-


A Prefeitura de Arapuá, através da Secretaria de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo obteve uma pontuação histórica de 12,45 no ICMS Patrimônio Cultural, programa de incentivo à preservação do patrimônio cultural do Estado, por meio de repasse dos recursos para os municípios que preservam seu patrimônio e suas referências culturais através de políticas públicas relevantes.

Essa conquista é fruto de um trabalho intenso realizado em conjunto com o Conselho Municipal do Patrimônio Cultural e com a Especialista em Patrimônio Cultural, Carina Gomes, da empresa Espaço e Memória Cultural.

Em 2019, a Secretaria de Cultura deu continuidade aos trabalhos de preservação através das reuniões do conselho, fundamental para permanência da política preservacionista do município.

Foram realizadas atividades de educação patrimônial na Fazenda Bananal onde os alunos aprenderam o processo da cana de açúcar a rapadura. Outro projeto incrível foi realizado na Fazenda Monjilinho com o processo do Fubá de Moinho, essas atividades em parceira com a Escola Municipal Irmãs Cândida.

Outro trabalho importante realizado, foi o Inventário de Proteção do Acervo Cultural que como objetivo identificar, conhecer e registrar — por meio de fichas de inventário e de gravações de áudio e vídeo — lugares, celebrações, formas de expressão e saberes e fazeres representativos das comunidades.

O inventário foi realizado na Zona 02 – Zona Rural, onde foram identificados os seguintes bens de suma importância para a preservação da história de Arapuá: Fazenda Sr. Hernane Boaventura; Fazenda Sra. Maria José de Moura; Fazenda Monjolo; Fazenda Boa Esperança; Centro de Educação Municipal Maria Caetano da Rocha e Grupo Boa Esperança e Cruzeiro Boa Esperança.

De acordo com a Secretária de Cultura, Tunísia Furtado, "a valorização do patrimônio histórico cultural é a valorização da identidade que molda as pessoas. Por isso, preservar as paisagens, as obras de arte, as festas populares, a culinária ou qualquer outro elemento cultural de um povo, é manter a identidade desse povo".

E que, "a política de preservação deve ser efetivamente apropriada, enquanto produção simbólica e enquanto prática política, pelos diferentes grupos que integram a sociedade brasileira." (FONSECA, 1997).